009


Marina Silva, nem que seja por bom gosto
28 de setembro de 2010, 6:25 pm
Filed under: Eleições 2010 | Tags: ,

deus me livre me envergonhar de arrogância juvenil logo numa hora dessas.

é questão de demonstrar lucidez em votos válidos.

perdoados, anistiados, muito bem.
não temos dívida eleitoral com essa geração errante.

Anúncios


videozinhos
20 de abril de 2010, 9:10 pm
Filed under: Vídeo | Tags:

segundo post do dia. graças a minha incapacidade de concisão? necas. esse é um outro defeito, incontemplado no dia, que deu direito a tantos outros.

saca só: meu prédio é cinematográfico. uma banda ensaiava e parará-pim-pim. saí filmado um ensaio fabuloso. filmei só que não estava gravando. estrago. lamentei que o ensaio estava findo. e fiquei bem, pois a vida é assim mesmo.

de repente a banda volta. como sempre as surpresas vem para nos fazerem bem. u-au!

mas caralho, minha gente!, essa é a graça: o quanto fiquei sem graça e depois ri. devia ter filmado o maninho reclamando do som, que eu, agradada, registrava espontaneamente.

Não, não vai dar pra entender direito. Mas eu sou cabaça mesmo, acreditem em minha avaliação.

Essa mina não tem o que fazer? Sim, ela tem, eis sua desgraça: sou uma pessoa querida, aliás me amam, tenho faculdade e trabalhos para criar, isso aqui não é mais férias. Achei um vídeo cá, esse sim filho das últimas férias, minha fase transição da palavra pra a imagem afrescalhada. Uma baboseira sem limite. Só aturam assistir porque eu sou bonitinha. Queria ver se eu fosse feiosa e cheirasse a porco.

Você vive na babaquice? Não, eu estava resenhando, por obrigação, um livro adorável, que eu escolhi!! A vida, cara, dá pra tirar legal sendo da classe média, sério! A gente faz feijão com arroz e pimenta da cara ou pão com ovo da melhor galinha! Vocês entenderam? Claro! Eis vossa vida, senhoras e senhores, nos trópicos os defeitos são perdoáveis.  Não aproveitam, porque pensam que podem que devem que deveriam, se fossem melhores estar fazendo outra coisa. De preferência, coisa muito desagradável.

Vocês viram o Serra na capa da Veja? “Preparei-me a vida inteira para ser presidente”, ou algo assim. Eis a maior razão, senhor, para acreditar que o senhor não presta para ocupar este cargo.



cambalacho é coisa de cambalacheiro
5 de abril de 2010, 4:27 am
Filed under: Uncategorized | Tags: , , , ,

Esse ano é de eleição. Muito mais divertido que copa do mundo é eleição. Copa do mundo gera encontros com os amigos regados a drogas (os encontros, os amigos), que terminam em ressacas que seriam inevitáveis em qualquer ano. Mas eleição é uma chateação ímpar, que deixa mágoas profundas, tudo que eu consigo conservar em meu coração por mais de quatro anos! Mentira, eu sou uma irresponsável, maloqueira, porra-loca, descomprometida com o futuro no país, “que está com vocação pra ser potência” Ehh!

Lula, o homem mais otimista do mundo, no Canal Livre estou ouvindo agora. Já disse que Bush virou seu grande amigo. Ouvindo porque está no outro cômodo, mas as vozes são todas inconfundíveis. Respeito pra caramba o jornalismo da Band, ao contrário do que se possa pensar. José Luiz Datena, Boris Casoy, o engraçadinho Marcelo Tas, respeito pra caramba o jornalismo da Band, cara.

“Até meus companheiros catadores de papel viajam de avião pra congresso. Acho isso chique!”

Boris Casoy pergunta: “Quem vai viajar no avião presidencial ano que vem? Dilma ou Serra?” Esse judeu é retardado? Até já foi mais pertinente no passado. Por exemplo nesse outro programinha bacaneti que assisti aqui entre os intervalos

o Collor, coitadinho, não conseguiu responder a pergunta do Casoy, aquele que não gosta de garis, nem de mulher. Acho muito engraçado o pessoal dizendo que o Lula é baixo nível. Deve ser porque não lembra o que andavam dizendo antes por aqui. Ou porque o FH era muito arrumadinho.

Hoje aprendi que “cambalacho é coisa de cambalacheiro” e que “o grande caçador de marajás não passa de um caçador de maracujá.”

Em algum momento aqui me atrapalhei de esculhambei esse post, de modos que chega a parecer aquela merda diária que o macaco Simão escreve na folha. Mas vai assim mesmo, pra combinar com a “petralhada” hahahaha acho “petralhada” um luxo!

E como dizia o saudoso amigo Gordinho, “aquilo” normalmente é roxo quando se é bebê. Depois, só se levar muita porrada – o que de repente pode ter acontecido, não é?